quarta-feira, 18 de maio de 2016

Memória & Vida | Martinho Lutero em Playmobil

Bonecos em loja de brinquedos, em Londres. Foto:Anita D Marco, 2013
Aqueles bonequinhos da Playmobil eram um sonho e uma parte ativa de nossas brincadeiras. Meus filhos e eu ficávamos um tempão  só cortando, colando, montando os cenários - lagos, parques, ruas e construções - e depois encenando nossas histórias com aqueles bonequinhos e seus indefectíveis olhinhos e rostinhos arredondados. Um mais lindinho que o outro. Aliás, Lego e Playmobil sempre fizeram parte da infância dos meus filhos. Guardei vários deles... Uma verdadeira relíquia. 

Seu criador, o alemão Horst Brandstätter (1933-2015), começou a trabalhar em 1952, aos 19 anos e, com o tempo, acabou assumindo a Geobra Brandstätter, como único proprietário. Os famosos bonequinhos de plástico surgiram em 1974 e já venderam quase três bilhões de peças no mundo todo.   
Imagem:propagandashistoricas.com.br
Dia desses, fiquei surpresa ao ler que uma edição especial de certo Playmobil de Martinho Lutero, de 7,5 cm de altura, havia vendido 400 mil unidades em apenas dois meses. Quando foi lançado, em fevereiro de 2015, a primeira edição de 34 mil peças se esgotou em 72 horas. O sucesso surpreendeu inclusive os fabricantes. Martinho Lutero foi o protagonista da Reforma Protestante, movimento que deu origem à revisão de várias normas religiosas, sociais e políticas.  

Edição especial de Martinho Lutero, de 7,5 cm de altura. Imagem: dw.com

A propósito, os escritos de Lutero, cartas, impressões originais e outros documentos, dentre eles as 95 teses, combatendo a venda de indulgências pela Igreja Católica, foram incluídos na lista de Patrimônios Mundiais da Unesco, em março último. As 95 teses serviram de introdução à Reforma Protestante, de 1517.  
O bonequinho em um dos cenários alemães. Imagem: dw.com

Agora em 2017, quase às portas de completar 500 anos, o movimento será alvo de grandes celebrações, que vêm sendo preparadas há algum tempo. Este, talvez, seja um dos motivos da popularidade do boneco; no entanto, isso também se deve a um grupo do Facebook, chamado "Unterwegs mit Luther" ("A caminho com Lutero", em tradução livre), do pastor luterano Andreas Sommer, de Mannheim, para quem  a figura de Lutero é como uma placa de aviso: "Eu sou cristão". Entusiasmado que sempre foi pelo reformador, Sommer comprou o bonequinho e o fotografou em vários cenários e situações. Divulgou as fotos no em sua conta no FB e pronto. Daí para o estouro de vendas foi um passo.    
O sucesso foi tão grande que a Central Alemã de Turismo pretende empregar o bonequinho Lutero Playmobil como embaixador mundial do Ano da Reforma, em 2017. 
Referências:
http://www.dw.com/pt/bonequinho-playmobil-de-lutero-bate-recorde-de-venda/a-19192187?maca=bra-newsletter_br_dw-cult-6223-html-newsletter  
http://www.dw.com/pt/unesco-declara-escritos-de-lutero-patrim%C3%B4nio-mundial/a-19127925 

Nenhum comentário:

Postar um comentário